🔥 A estratégia de ações escolhidas por IA, Titãs da tecnologia, subiu +7,1% em maio. Junte-se à ação com as ações EM ALTA.Poupe 40%

Bitcoin: Como o fim da mineração na China irá melhorar a pegada de carbono da BTC

Publicado 24.06.2021, 15:23
© Reuters.
META
-
BTC/USD
-

Investing.com - A repressão da China contra as criptomoedas, e a mineração em particular, foi um dos fatores que pesaram na evolução da Bitcoin esta semana, fazendo com que a maior criptomoeda testasse a barreira dos 30.000 dólares na terça-feira. No entanto, para além da reação inicial de baixa do mercado, a proibição da mineração na China pode ter vários benefícios.

 

A mineração de bitcoin vai tornar-se mais limpa

De facto, o fim mineração da Bitcoin na China irá provavelmente melhorar a pegada de carbono da Bitcoin, um fator que tem faltado ultimamente, especialmente quando a Tesla decidiu deixar de aceitar pagamentos em BTC por essa razão.

 

Recorde-se que se estima que 65% a 75% da mineração global da Bitcoin tem lugar na China. No entanto, uma proporção muito grande da energia produzida na China é proveniente de fontes não renováveis, incluindo a pior fonte de energia de uma perspetiva ambiental: o carvão.

 

Assim, independentemente do país para onde a mineração se desloque, há uma boa probabilidade de que, no final, a proporção de energia limpa no consumo de Bitcoin aumente significativamente.

 

É conveniente relembrar que Elon Musk avisou que Tesla voltará a aceitar Bitcoin uma vez provado que 50% do seu consumo de energia provém de fontes não poluentes.

 

A este respeito, é de notar que David Marcus, que lidera os esforços relativos à moeda digital no Facebook (NASDAQ:FB), disse recentemente: "Como é que a transferência de poder de mineração da bitcoin para os EUA e o Ocidente é uma coisa má? Na minha opinião, a China está a dar cabo da mineração e é um grande desenvolvimento para a BTC".

 

Os mineradores de bitcoin norte-americanos começaram a falar em adotar fontes de energia renováveis e em serem transparentes quanto às suas fontes de energia. Se o conseguirem a bitcoin poderá tornar-se aceitável para mais investidores.

 

A mineração da bitcoin torna-se mais lucrativa

 

A outra vantagem da China acabar com a mineração é que em breve poderá tornar-se muito mais fácil - e mais rentável - extrair bitcoin.

 

No mês passado, Pequim apelou a medidas para erradicar a extração de bitcoin devido a preocupações com o seu impacto ambiental. Os mineradores de criptomoedas já fugiram da China para outras regiões, tais como a América do Norte.

 

A repressão da China intensificou-se durante o fim-de-semana, com as autoridades da província de Sichuan, rica em energia hidroelétrica, a ordenar aos mineradores de criptomoeda que cessassem as operações. De acordo com relatórios, mais de 90 por cento da capacidade de mineração de bitcoin da China está alegadamente encerrada.

 

O poder de processamento, da rede de bitcoin parece ter caído drasticamente na sequência da repressão de Pequim. Os peritos em criptomoedas dizem que com mais mineradores de bitcoin a ficarem offline devido às restrições da China, a quota de rede de outros mineradores irá aumentar, tornando potencialmente a mineração muito mais lucrativa.

Últimos comentários

Divulgação de riscos: A realização de transações com instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve altos riscos, incluindo o risco de perda de uma parte ou da totalidade do valor do investimento, e pode não ser adequada para todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos tais como eventos financeiros, regulamentares ou políticos. A realização de transações com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir realizar transações com instrumentos financeiros ou criptomoedas, deve informar-se sobre os riscos e custos associados à realização de transações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente os seus objetivos de investimento, nível de experiência e nível de risco aceitável, e procurar aconselhamento profissional quando este é necessário.
A Fusion Media gostaria de recordar os seus utilizadores de que os dados contidos neste website não são necessariamente fornecidos em tempo real ou exatos. Os dados e preços apresentados neste website não são necessariamente fornecidos por quaisquer mercados ou bolsas de valores, mas podem ser fornecidos por formadores de mercados. Como tal, os preços podem não ser exatos e podem ser diferentes dos preços efetivos em determinados mercados, o que significa que os preços são indicativos e inapropriados para a realização de transações nos mercados. A Fusion Media e qualquer fornecedor dos dados contidos neste website não aceitam a imputação de responsabilidade por quaisquer perdas ou danos resultantes das transações realizadas pelos seus utilizadores, ou pela confiança que os seus utilizadores depositam nas informações contidas neste website.
É proibido usar, armazenar, reproduzir, mostrar, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste website sem a autorização prévia e explicitamente concedida por escrito pela Fusion Media e/ou pelo fornecedor de dados. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados pelos fornecedores e/ou pela bolsa de valores responsável pelo fornecimento dos dados contidos neste website.
A Fusion Media pode ser indemnizada pelos anunciantes publicitários apresentados neste website, com base na interação dos seus utilizadores com os anúncios publicitários ou com os anunciantes publicitários.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que há qualquer discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.