Últimas Notícias
Poupe 40% 0
🔎 Ver NVDA ProTips completas para insights sobre risco ou recompensa Poupe 40%

Covid-19: a variante delta invade a Europa. E agora?

Publicado 30.06.2021 16:09
Guardado. Veja Artigos Guardados.
Este artigo já foi guardado em Artigos Guardados
 
© Reuters.

Por Laura Sanchez

Investing.com - A variante delta do coronavírus identificada pela primeira vez na Índia espalhou-se agora pelo mundo, levando a novas vagas de infeções em países como o Reino Unido, França, Alemanha, Espanha, Portugal, Polónia, Rússia, Suíça e Turquia.

Além disso, a variante delta plus, uma mutação de delta, também foi detetada em algumas partes da Europa.

A União Europeia manifestou preocupação, tal como a Organização Mundial de Saúde (OMS), com esta nova variante, que é cerca de 60% mais transmissível do que a variante alfa encontrada pela primeira vez no Reino Unido, causa mais hospitalizações e reduz ligeiramente a eficácia das vacinas.

Ontem, terça-feira, o Ministro da Saúde francês Olivier Veran disse que a variante Delta representa agora cerca de 20% dos casos Covid-19 em França, acima da estimativa da semana passada de 9%-10% dos casos, nota a CNBC.

A agência de saúde pública alemã, o Instituto Robert Koch, afirmou esta semana que a variante delta representava cerca de 36% dos casos na semana de 15-20 de Junho, mais 15% do que na semana anterior.

Entretanto, o instituto nacional de saúde italiano disse sexta-feira que os casos atribuídos às variantes delta da Covid e kappa (uma "variante preocupante", de acordo com a Organização Mundial de Saúde, que está relacionada com a variante delta) aumentaram em Itália no mês passado, representando quase 17% de todos os casos Covid.

 

Demasiado tarde?

A Alemanha e a França estão entre os países que impuseram restrições de quarentena aos viajantes britânicos e Berlim foi mais longe, apelando à UE a adotar uma abordagem unificada quando se trata de exigir que os viajantes britânicos que chegam sejam colocados em quarentena.

A mudança pode provavelmente ser um caso de atuação demasiado suave, demasiado tarde, dizem os peritos.

"Duvido que os países europeus com as suas economias abertas e controlos fronteiriços mais limitados, medidas de quarentena e localização e rastreio sejam capazes de fazer recuar o delta durante muito tempo ... especialmente dado que já existe um extenso movimento local", diz Tom Wenseleers, biólogo e bioestatístico da Universidade Católica de Leuven na Bélgica, à CNBC.

Ele assinala que o número real de infeções na Europa causadas pela variante delta pode ser muito superior ao que as estimativas atuais sugerem.

"Estimo que em Portugal 90% dos casos diagnosticados agora podem ser delta, mas com um forte enfoque geográfico em torno de Lisboa. Contudo, muitos outros países da Europa, tais como Espanha, Alemanha, Bélgica, Luxemburgo, Suécia e Países Baixos não estão muito atrás, estimando-se que mais de 50% de todos os casos diagnosticados agora também se encontrem em delta", acrescentou.

 

Vacinar para salvar?

Os programas de vacinação da Covid poderiam vir em socorro se os países da Europa conseguissem implementar as vacinas com a rapidez suficiente. Um estudo da Public Health England realizado em Maio mostrou que ter ambas as doses das vacinas Covid desenvolvidas pela AstraZeneca-Oxford University e pela Pfizer-BioNTech (as vacinas mais amplamente oferecidas na Europa) proporciona uma proteção eficaz contra a variante Delta.

Como tal, há uma corrida na Europa para vacinar completamente milhões de pessoas e particularmente os jovens, que são os últimos a receber a vacina.

Covid-19: a variante delta invade a Europa. E agora?
 

Artigos Relacionados

Adicione um comentário

Diretrizes para Comentários

Encorajamos o uso de comentários como forma de interagir com os nossos usuários, compartilhar a sua perspetiva e fazer perguntas. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado no tema. Apenas coloque conteúdo relativo ao tópico.
  • Seja respeitoso. Até as opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias ou ataques pessoais dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de registro no futuro, a critério Investing.com.

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja eliminar este gráfico?
 
Postar
Também publique em :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua capacidade de comentar está suspensa devido a relatórios negativos por partes utilizadores. O estado será revisto pelos nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja eliminar este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua capacidade de comentar está suspensa devido a relatórios negativos por partes utilizadores. O estado será revisto pelos nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar Bloqueio

Quer mesmo bloquear %USER_NAME%?

Se o fizer, não poderá consultar as mensagens de %USER_NAME% e vice versa em Investing.com.

Adicionou %USER_NAME% com sucesso à sua Lista de Bloqueios

Uma vez que acabou de desbloquear esta pessoa, deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Registe-se com o Google
ou
Registe-se com email