Poupe 40%
Novo! 💥 Adira a ProPicks e veja a estratégia que superou o S&P 500 em + de 1,183% Poupe 40%

MWC 2024: Microsoft abre acesso aos modelos de IA para permitir que países criem as suas próprias economias de IA

Publicado 26.02.2024, 20:47
Atualizado 26.02.2024, 21:10
© Reuters.  MWC 2024: Microsoft abre acesso aos modelos de IA para permitir que países criem as suas próprias economias de IA

A Microsoft (NASDAQ:MSFT) revelou um novo conjunto de princípios orientadores sobre a forma como irá gerir a sua infraestrutura de inteligência artificial (IA), dando efetivamente aos programadores acesso à sua tecnologia.

O anúncio foi feito na feira tecnológica Mobile World Congress, na segunda-feira, em Barcelona, onde a IA é um tema fundamental do evento deste ano.

Um dos principais objectivos dos seus recém-publicados "Princípios de Acesso à IA" é a democratização através dos modelos de código aberto da empresa.

A Microsoft disse que planeia fazê-lo através da expansão do acesso à sua infraestrutura de IA de computação em nuvem.

Em declarações ao Euronews Next em Barcelona, Brad Smith, vice-presidente e presidente da Microsoft, afirmou que a empresa pretende tornar os seus modelos de IA e ferramentas de desenvolvimento mais amplamente disponíveis para programadores de todo o mundo, permitindo que os países construam as suas próprias economias.

"Penso que é extremamente importante porque estamos a investir enormes quantias de dinheiro, francamente, mais do que qualquer governo do planeta, para construir os centros de dados de IA para que em todos os países as pessoas possam utilizar esta tecnologia", disse Smith.

"Podem criar o seu software de IA, as suas aplicações, podem utilizá-las para empresas, para serviços ao consumidor e afins".

Penso que é extremamente importante porque estamos a investir enormes quantias de dinheiro, francamente, mais do que qualquer governo do planeta, para construir centros de dados de IA para que em todos os países as pessoas possam utilizar esta tecnologia.

Brad Smith Presidente da Microsoft

Os "Princípios de Acesso à IA" sublinham o compromisso da empresa com modelos de código aberto. Código aberto significa que o código-fonte está disponível para todos no domínio público para utilização, modificação e distribuição.

"Fundamentalmente, [os princípios] dizem que não estamos a construir isto apenas para nós. Estamos a torná-lo acessível a empresas de todo o mundo para que possam investir nas suas próprias invenções de IA", disse Smith à Euronews Next.

"Em segundo lugar, temos um conjunto de princípios. É muito importante que tratemos as pessoas de forma justa. Sim, que ao utilizarem esta tecnologia, compreendam como estamos a disponibilizar os blocos de construção para que a conheçam e a possam utilizar", acrescentou.

"Não vamos pegar nos dados que estão a desenvolver para si próprios e aceder a eles para competir com eles. Não vamos tentar exigir-lhes que cheguem aos consumidores ou aos seus clientes apenas através de uma loja de aplicações que nós controlamos exatamente".

Parceria Mistral AI e investimento europeu

O anúncio das suas diretrizes de governação da IA surge no momento em que a Big Tech fechou um acordo com a Mistral AI, revelou a empresa francesa na segunda-feira, assinalando a intenção da Microsoft de se ramificar no florescente mercado da IA, para além do seu atual envolvimento com a OpenAI.

A Microsoft já investiu fortemente na OpenAI, a criadora do chatbot de IA extremamente popular ChatGPT. No entanto, o seu investimento de 13 mil milhões de dólares (11,9 mil milhões de euros) está atualmente a ser analisado pelas entidades reguladoras da UE, do Reino Unido e dos EUA.

Amplamente citado como um rival crescente da OpenAI, o Mistral, com 10 meses de idade, alcançou o estatuto de unicórnio em dezembro, depois de ser avaliado em mais de 2 mil milhões de euros, ultrapassando em muito o limite de mil milhões de euros para ser considerado como tal.

A nova parceria plurianual fará com que a Microsoft dê à Mistral acesso à sua plataforma de nuvem Azure para ajudar a trazer o grande modelo de linguagem (LLM) desta, chamado Mistral Large.

Os LLM são programas de IA que reconhecem e geram texto, e são normalmente utilizados para alimentar a IA generativa, como os chatbots.

"O compromisso [da Mistral] de promover a comunidade de código aberto e alcançar um desempenho excecional alinha-se harmoniosamente com o compromisso da Microsoft de desenvolver soluções de IA confiáveis, escaláveis e responsáveis", escreveu Eric Boyd, vice-presidente corporativo da plataforma Azure AI da Microsoft, num post de blog.

A mudança está de acordo com o compromisso da Microsoft de abrir a sua infraestrutura de IA baseada em nuvem.

Na semana passada, além da sua parceria com a Mistral AI, a Microsoft comprometeu-se a investir milhares de milhões de euros ao longo de dois anos na sua infraestrutura de IA na Europa, incluindo 1,9 mil milhões de euros em Espanha e 3,2 mil milhões de euros na Alemanha.

Últimos comentários

Divulgação de riscos: A realização de transações com instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve altos riscos, incluindo o risco de perda de uma parte ou da totalidade do valor do investimento, e pode não ser adequada para todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos tais como eventos financeiros, regulamentares ou políticos. A realização de transações com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir realizar transações com instrumentos financeiros ou criptomoedas, deve informar-se sobre os riscos e custos associados à realização de transações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente os seus objetivos de investimento, nível de experiência e nível de risco aceitável, e procurar aconselhamento profissional quando este é necessário.
A Fusion Media gostaria de recordar os seus utilizadores de que os dados contidos neste website não são necessariamente fornecidos em tempo real ou exatos. Os dados e preços apresentados neste website não são necessariamente fornecidos por quaisquer mercados ou bolsas de valores, mas podem ser fornecidos por formadores de mercados. Como tal, os preços podem não ser exatos e podem ser diferentes dos preços efetivos em determinados mercados, o que significa que os preços são indicativos e inapropriados para a realização de transações nos mercados. A Fusion Media e qualquer fornecedor dos dados contidos neste website não aceitam a imputação de responsabilidade por quaisquer perdas ou danos resultantes das transações realizadas pelos seus utilizadores, ou pela confiança que os seus utilizadores depositam nas informações contidas neste website.
É proibido usar, armazenar, reproduzir, mostrar, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste website sem a autorização prévia e explicitamente concedida por escrito pela Fusion Media e/ou pelo fornecedor de dados. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados pelos fornecedores e/ou pela bolsa de valores responsável pelo fornecimento dos dados contidos neste website.
A Fusion Media pode ser indemnizada pelos anunciantes publicitários apresentados neste website, com base na interação dos seus utilizadores com os anúncios publicitários ou com os anunciantes publicitários.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que há qualquer discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.