Desbloqueie Dados Premium: Poupe até 50% na InvestingProOBTER OFERTA

CÂMBIO-Dólar à vista fecha longe das máximas com atenção a reformas e commodities em alta

Publicado 04.05.2021, 21:56
Atualizado 04.05.2021, 22:06
© Reuters.
EUR/USD
-
USD/BRL
-
BRBY
-
BVSP
-
TRCCRB
-
BBTG99
-
DOLc1
-

(Texto atualizado com mais informações)

Por José de Castro

SÃO PAULO, 4 Mai (Reuters) - O dólar à vista fechou em alta frente ao real nesta terça-feira, mas longe das máximas e com movimento mais brando aqui do que no exterior, conforme operadores evitaram grandes mudanças de posição em meio a debates sobre reformas econômicas e à CPI da Covid no Senado.

O dólar no mercado spot BRBY subiu 0,26%, a 5,4322 reais na venda, depois de oscilar entre 5,4852 reais (+1,24%) e 5,4127 reais (-0,10%). Lá fora, o dólar tinha alta de até 0,9% ante alguns dos principais pares do real.

Na B3, o dólar futuro de primeiro vencimento DOLc1 recuava 0,36%, a 5,4370 reais, às 17h26.

A divergência reflete um ajuste do dólar futuro, que na véspera subiu depois de no mercado à vista a taxa cair. O dólar futuro --cujos negócios vão até 18h-- reverteu as perdas e fechou a segunda-feira em alta de 0,98%. Nas operações interbancárias, que encerram às 17h, o dólar havia caído 0,24%.

De toda forma, o dia terminou com viés mais vendedor de dólares tanto no mercado spot quanto no de derivativos. Analistas esperam que o Banco Central entregue nova alta de 0,75 ponto percentual na taxa básica de juros (Selic) na quarta-feira, o que elevaria o juro para 3,50%, consideravelmente acima da taxa de 2% que vigorou até março e, assim, melhorando a relação risco/retorno de se comprar reais.

Além disso, o noticiário sobre reformas segue fazendo preço. Analistas do BTG Pactual (SA:BBTG99) digital consideraram as declarações do relator da reforma tributária na comissão mista do Congresso, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), como positivas para o avanço da agenda de reformas estruturantes.

Ribeiro iniciou nesta terça-feira a leitura de seu parecer sobre a restruturação do sistema de tributos e impostos, mas uma versão final do texto só deve ser apresentada na próxima terça-feira, a partir de sugestões de parlamentares. meio à CPI da Covid, na qual ações do governo são alvo de escrutínio, integrantes do Executivo têm tentado criar fatos positivos do lado da agenda de reformas.

O mercado de câmbio teve o melhor desempenho local nesta sessão, que contou com queda de 1,26% do Ibovespa .BVSP e saltos de até 20 pontos-base nas taxas de DI mais longas 0#DIJ: .

"A CPI precisa ser monitorada, mas não acreditamos que haja risco material a ponto de afetar o real", disse Rafael Sales, analista econômico da Arazul Capital. "Pelos fundamentos o real está mais depreciado do que deveria, e o exterior deverá continuar favorável de forma geral, então vemos espaço para o dólar fechar o ano até abaixo de 5,20 reais", completou.

Sales lembrou ainda o benefício à taxa de câmbio decorrente do rali das commodities. O índice Refinitiv/CoreCommodity CRB .TRCCRB chegou ao fim da tarde em alta de 0,8%, nas máximas desde junho de 2018.

A correlação de 21 dias da taxa de câmbio brasileira com esse índice subiu para 0,47, ante -0,21 em 12 de abril, indicando que o real tem acompanhado mais claramente a valorização das matérias-primas. (Edição de Isabel Versiani)

Últimos comentários

Divulgação de riscos: A realização de transações com instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve altos riscos, incluindo o risco de perda de uma parte ou da totalidade do valor do investimento, e pode não ser adequada para todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos tais como eventos financeiros, regulamentares ou políticos. A realização de transações com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir realizar transações com instrumentos financeiros ou criptomoedas, deve informar-se sobre os riscos e custos associados à realização de transações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente os seus objetivos de investimento, nível de experiência e nível de risco aceitável, e procurar aconselhamento profissional quando este é necessário.
A Fusion Media gostaria de recordar os seus utilizadores de que os dados contidos neste website não são necessariamente fornecidos em tempo real ou exatos. Os dados e preços apresentados neste website não são necessariamente fornecidos por quaisquer mercados ou bolsas de valores, mas podem ser fornecidos por formadores de mercados. Como tal, os preços podem não ser exatos e podem ser diferentes dos preços efetivos em determinados mercados, o que significa que os preços são indicativos e inapropriados para a realização de transações nos mercados. A Fusion Media e qualquer fornecedor dos dados contidos neste website não aceitam a imputação de responsabilidade por quaisquer perdas ou danos resultantes das transações realizadas pelos seus utilizadores, ou pela confiança que os seus utilizadores depositam nas informações contidas neste website.
É proibido usar, armazenar, reproduzir, mostrar, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste website sem a autorização prévia e explicitamente concedida por escrito pela Fusion Media e/ou pelo fornecedor de dados. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados pelos fornecedores e/ou pela bolsa de valores responsável pelo fornecimento dos dados contidos neste website.
A Fusion Media pode ser indemnizada pelos anunciantes publicitários apresentados neste website, com base na interação dos seus utilizadores com os anúncios publicitários ou com os anunciantes publicitários.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que há qualquer discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.