💼 Proteja o seu portefólio com as ações escolhidas por IA da InvestingPro - Poupe AGORA até 50% OBTER OFERTA

CÂMBIO-Dólar tem maior queda de dois dias desde 2009 com exterior e cena local

Publicado 29.04.2020, 22:11
USD/ZAR
-
USD/MXN
-
C
-
USD/BRL
-
USD/COP
-
USD/RUB
-
BRBY
-

(Texto atualizado com mais informações)

Por José de Castro

SÃO PAULO, 29 Abr (Reuters) - O dólar despencou quase 3% ante o real nesta quarta-feira, em forte queda pelo segundo pregão consecutivo, diante da combinação entre exterior favorável a risco e percepção de tentativas de alívio nas tensões políticas em Brasília.

Do lado externo, resultados promissores de um medicamento contra o Covid-19 já vinham animando os mercados ao longo do dia. E o sentimento positivo foi endossado por declarações do chairman do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Jerome Powell. pareça que o Fomc compartilhe da incerteza (geral por causa do vírus), também é aparente que ele está comprometido a fazer até mais para apoiar a economia, se necessário", disse o banco Wells Fargo em nota. Com mais estímulos, há aumento de oferta de dólar, o que ajuda a baixar o preço da moeda.

A fala de Powell veio depois de dados mais cedo mostrarem um tombo na economia norte-americana no primeiro trimestre. queda do dólar no Brasil também foi amparada por mais sinalizações de força ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que participa neste momento de entrevista coletiva junto ao ministro da Casa Civil, Braga Netto, quando os dois descartaram haver desavenças sobre medidas do governo para a retomada econômica. Mais cedo, Guedes havia dito ter apoio do presidente Jair Bolsonaro para seguir em frente com a mesma agenda de política econômica que sempre defendeu. dólar à vista BRBY caiu 2,94%, a 5,3552 reais na venda, maior queda diária desde 8 de junho de 2018 (-5,59%).

Em dois pregões, a moeda acumula desvalorização de 5,45%, a mais forte para o período desde o tombo de 6,64% dos dias 5 e 6 de janeiro de 2009, quando o mundo ainda tentava debelar a até então maior crise financeira desde a Grande Depressão da década de 1930.

Na B3, o dólar futuro DOLc1 cedia 2,70% nesta quarta, a 5,3475 reais.

Com a aproximação do fim do mês, operadores comentaram ainda sobre a queda nas taxas de rolagem de dólar futuro, sinal de menor demanda por manutenção de posições na moeda. A taxa de rolagem entre os vencimentos maio e junho DRIK20-M20 --que na véspera chegou a 10,5000 pontos-- bateu uma mínima nesta quarta de 7,9900 pontos, depois de começar o dia em 10,0000 pontos.

O grau de incerteza com o câmbio medido pela volatilidade implícita BRLVOL= caiu nesta sessão, embora ainda esteja próxima dos picos recentes. Mas o Citi (NYSE:C) acredita que o movimento deve continuar.

"Embora não esteja claro qual é o topo para o dólar/real, reiteramos que a intervenção geralmente agressiva estabiliza uma moeda por mais ou menos um mês. E a volatilidade implícita geralmente cai", completaram, referindo-se à recente intensificação nas atuações cambiais pelo Banco Central.

Com a forte queda do dólar nos últimos dois pregões, a divisa reduziu a alta no mês para 3,10%. Mas ainda sobe 33,45% em 2020.

Nesta sessão, o real mais uma vez esteve entre os destaques positivos nos mercados globais de câmbio. Rand sul-africano ZAR= (+3%), peso colombiano COP= (+2,75%), peso mexicano MXN= (+2,4%) e rublo russo RUB= (+1,67%) completaram a lista de ganhadores do dia.

De forma geral o pregão foi marcado por fraqueza generalizada do dólar. O índice da moeda contra uma cesta de seis rivais =USD caía 0,4% no fim da tarde. (Edição de Isabel Versiani)

Últimos comentários

Divulgação de riscos: A realização de transações com instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve altos riscos, incluindo o risco de perda de uma parte ou da totalidade do valor do investimento, e pode não ser adequada para todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos tais como eventos financeiros, regulamentares ou políticos. A realização de transações com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir realizar transações com instrumentos financeiros ou criptomoedas, deve informar-se sobre os riscos e custos associados à realização de transações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente os seus objetivos de investimento, nível de experiência e nível de risco aceitável, e procurar aconselhamento profissional quando este é necessário.
A Fusion Media gostaria de recordar os seus utilizadores de que os dados contidos neste website não são necessariamente fornecidos em tempo real ou exatos. Os dados e preços apresentados neste website não são necessariamente fornecidos por quaisquer mercados ou bolsas de valores, mas podem ser fornecidos por formadores de mercados. Como tal, os preços podem não ser exatos e podem ser diferentes dos preços efetivos em determinados mercados, o que significa que os preços são indicativos e inapropriados para a realização de transações nos mercados. A Fusion Media e qualquer fornecedor dos dados contidos neste website não aceitam a imputação de responsabilidade por quaisquer perdas ou danos resultantes das transações realizadas pelos seus utilizadores, ou pela confiança que os seus utilizadores depositam nas informações contidas neste website.
É proibido usar, armazenar, reproduzir, mostrar, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste website sem a autorização prévia e explicitamente concedida por escrito pela Fusion Media e/ou pelo fornecedor de dados. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados pelos fornecedores e/ou pela bolsa de valores responsável pelo fornecimento dos dados contidos neste website.
A Fusion Media pode ser indemnizada pelos anunciantes publicitários apresentados neste website, com base na interação dos seus utilizadores com os anúncios publicitários ou com os anunciantes publicitários.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que há qualquer discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.