Poupe 40%
Novo! 💥 Adira a ProPicks e veja a estratégia que superou o S&P 500 em + de 1,183% Poupe 40%

4 ações recomendadas pelo Barclays para beneficiar do Plano Carbono da UE

Publicado 30.07.2021, 15:47
Atualizado 30.07.2021, 15:48
© Reuters.

Investing.com - O plano ambicioso da UE para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa causará problemas a algumas empresas, mas há também algumas que estão bem posicionadas para beneficiar. Isto foi explicado pelo Barclays (LON:BARC) numa nota recente aos clientes.

Nesse contexto, os analistas do banco selecionaram ações europeias de energia que devem beneficiar do "plano acelerado" da UE para reduzir as emissões de carbono

A UE anunciou a 14 de Julho propostas para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa em 55% até 2030. Analistas do Barclays Bank disseram numa recente nota de investigação que a iniciativa deveria dar um impulso às ações das empresas que investem na transição energética.

 

Empresas relutantes em pagar

"Até agora, o mercado não estava disposto a pagar a transição energética, considerando-a demasiado distante em termos de benefícios". No entanto, os analistas referem que as propostas da UE devem acelerar as coisas.

Os objetivos de redução das emissões de carbono, a instalação de postos de recarga para veículos elétricos e um “imposto de carbono de apoio” estão entre os fatores que vão tornar os investimentos rentáveis ​​e deverão traduzir-se num melhor desempenho do mercado bolsista para as empresas envolvidas.

 

Algumas ações irão destacar-se graças aos seus investimentos

De acordo com Barclays, Total (PA:TTEF), Shell (NYSE:RDSb), BP (LON:BP) e a finlandesa Neste (HE:NESTE) são os "beneficiários relativos dadas as suas carteiras de ativos e estratégias de grupo", particularmente em relação aos veículos elétricos. A redução das emissões dos transportes é uma parte fundamental do plano da UE para reduzir a poluição em 90% até 2050.

Os biocombustíveis são outra forma de reduzir as emissões, especialmente da navegação e da aviação, disse o banco. Todas as ações selecionadas pelo Barclays estão a fazer incursões nos biocombustíveis, detendo a Neste a maior quota de mercado.

Por outro lado, a UE planeia plantar 3 mil milhões de árvores até 2030. Do mesmo modo, a Shell e a BP estão a utilizar tais medidas para compensar as suas emissões de carbono, observou Barclays.

À medida que as grandes companhias petrolíferas fazem progressos no sentido de produzir energia de forma mais limpa, as empresas estão sob pressão para estabelecer objetivos em conformidade com o Acordo de Paris.

Segundo o Barclays, estas quatro empresas estão em melhor posição para beneficiar destas mudanças e das iniciativas ambientais europeias. O banco acredita que este posicionamento permitirá que as suas ações tenham um bom desempenho.

Últimos comentários

Divulgação de riscos: A realização de transações com instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve altos riscos, incluindo o risco de perda de uma parte ou da totalidade do valor do investimento, e pode não ser adequada para todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos tais como eventos financeiros, regulamentares ou políticos. A realização de transações com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir realizar transações com instrumentos financeiros ou criptomoedas, deve informar-se sobre os riscos e custos associados à realização de transações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente os seus objetivos de investimento, nível de experiência e nível de risco aceitável, e procurar aconselhamento profissional quando este é necessário.
A Fusion Media gostaria de recordar os seus utilizadores de que os dados contidos neste website não são necessariamente fornecidos em tempo real ou exatos. Os dados e preços apresentados neste website não são necessariamente fornecidos por quaisquer mercados ou bolsas de valores, mas podem ser fornecidos por formadores de mercados. Como tal, os preços podem não ser exatos e podem ser diferentes dos preços efetivos em determinados mercados, o que significa que os preços são indicativos e inapropriados para a realização de transações nos mercados. A Fusion Media e qualquer fornecedor dos dados contidos neste website não aceitam a imputação de responsabilidade por quaisquer perdas ou danos resultantes das transações realizadas pelos seus utilizadores, ou pela confiança que os seus utilizadores depositam nas informações contidas neste website.
É proibido usar, armazenar, reproduzir, mostrar, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste website sem a autorização prévia e explicitamente concedida por escrito pela Fusion Media e/ou pelo fornecedor de dados. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados pelos fornecedores e/ou pela bolsa de valores responsável pelo fornecimento dos dados contidos neste website.
A Fusion Media pode ser indemnizada pelos anunciantes publicitários apresentados neste website, com base na interação dos seus utilizadores com os anúncios publicitários ou com os anunciantes publicitários.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que há qualquer discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.