🟢 Os mercados subiram. Os mais de 120 000 membros da nossa comunidade sabem o que devem fazer. Você também pode saber.Poupar 40%

Atualidades da semana: (130.º) Digital Sprint

Publicado 14.10.2022, 08:50
INTC
-
MSFT
-
CSCO
-
GOOGL
-
AAPL
-
AMZN
-
NFLX
-
META
-
GOOG
-

Digital Sprint

Atualidades da semana 41 de 52 do ano 2022

O mérito recente de Mark Zuckerberg foi ter mudado as conversas sobre o Facebook e os efeitos nocivos das redes sociais para os seus planos sobre o metaverso, extremamente ambiciosos. Esta semana, em particular, montou uma onda de publicidade sobre o novo headset de realidade virtual topo de gama da Meta, Meta Quest Pro. Há muitos céticos sobre a sua estratégia do metaverso, mas Zuckerberg refresca argumentos sobre as perspetivas do seu proposto novo mundo imersivo, posicionando a Meta Platforms (NASDAQ:META) na mente dos consumidores como a empresa de realidade virtual - algo que se tornará infinitamente mais difícil de fazer quando a Apple surpreender com os seus auscultadores de realidade mista, alegadamente em 2023.

- O mercado global de auscultadores RV registou um crescimento de 241,6 % no primeiro trimestre de 2022, com a Meta a deter 90 % do mercado, com os seus auscultadores Quest, segundo a IDC.

- A seguir à Meta, com uma quota de mercado de 4,5 %, encontra-se a Pico da ByteDance, que se limita às fronteiras da China, mas entrou lentamente nos mercados globais para utilização em aplicações comerciais.

- Entre os outros operadores, incluem-se HTC e iQIYI, com menos de 4 % de quota combinada.

A IDC nota haver uma grande expectativa para os auriculares RV ou RA da Apple, que chegarão ao mercado no princípio de 2023.

Os novos Meta Quest Pro da Meta Platforms, dispositivo topo de gama, vai custar $1,499, significativamente mais caro do que os outros dispositivos Quest da Meta.

Os riscos são elevados para o lançamento do produto, uma vez que Zuckerberg tenta estimular o entusiasmo pelo metaverso, um ambiente onde as pessoas vão socializar e trabalhar, utilizando dispositivos de realidade aumentada e virtual.

Microsoft pretende utilizar o metaverso para apimentar aplicações empresariais, especialmente em fábricas e outros ambientes industriais. Esta semana, a Microsoft (NASDAQ:MSFT) anunciou a formação de uma nova equipa, Industrial Metaverse Core, que planeia ajudar os clientes a criar novas interfaces de software imersivas para operar os sistemas de controlo industrial, robótica industrial e redes de transporte. As ofertas do grupo para clientes industriais incluirão tecnologia da Bonsai, uma startup que a Microsoft adquiriu em 2018.

Apple TV (NASDAQ:AAPL) com anúncios, seguindo o modelo de negócios de outras plataformas de streaming, com uma nova opção mensal, é notícia da Digiday. O fabricante do iPhone quer gerar mais receitas a partir do seu serviço de streaming e o timing de lançamento será no início de 2023. Tanto a Netflix (NASDAQ:NFLX), como a HBO Max e a Disney+ planeiam introduzir planos com publicidade no final deste ano. Aparentemente, não faltará a nenhum grande serviço de streaming a opção de um plano apoiado por anúncios.

Continente e El Corte Inglés considerados os melhores supermercados online.

• ByteDance está a negociar com as editoras de música sobre os seus planos para expandir o serviço de streaming de música, informou o The Wall Street Journal.

Google Data Studio é agora Looker Studio. A Google afirma que trará mais características e ferramentas analíticas. Segundo Louis Gray da Google (NASDAQ:GOOGL), terá um novo conjunto completo de inteligência empresarial, com painéis de controlo e novos fluxos de trabalho, aplicações com a «inteligência necessária para profissionais a tomar decisões orientadas para os dados».

A Intel está a preparar-se para o seu primeiro grande despedimento em mais de cinco anos, com milhares de posições de vendas e marketing potencialmente a serem cortadas numa medida de redução de custos, informou a Bloomberg. A empresa luta contra o declínio da procura de PC e servidores numa conjuntura de recessão iminente.

A Intel (NASDAQ:INTC), que reportou lucros do terceiro trimestre no dia 27 de outubro, ainda recupera de um declínio de 22 % nas vendas e de um prejuízo líquido de 454 milhões de dólares no seu último trimestre, o que a levou a cortar as suas previsões de receitas e lucros para o ano inteiro. O CEO, Pat Gelsinger, revelou a intenção de reacender o fabrico de chips personalizados para outras empresas, sugerindo que a Intel poderia recuperar a sua liderança na tecnologia de fabrico.

A Microsoft revela versão premium do Teams, aprofundando laços com a Cisco (NASDAQ:CSCO). Haverá uma integração entre o software de colaboração no local de trabalho do Teams com os dispositivos de hardware de vídeo WebEx. No primeiro semestre do próximo ano, os clientes WebEx da Cisco poderão definir o Teams como o seu software de colaboração padrão. O que é notável é que as empresas competem por muitos dos mesmos clientes por negócios de colaboração. E, enquanto o Teams parece ter um impulso em termos de crescimento de utilizadores (a Microsoft não quebra as suas receitas), a Cisco tem lutado para ganhar força no mercado da colaboração, com as vendas destes produtos a aumentarem 2 % no último trimestre em comparação com o ano anterior, após quatro trimestres consecutivos de declínios.

A TikTok, proprietária da ByteDance, planeia a criação de centros de logística nos Estados Unidos, à medida que avança para o comércio eletrónico, relata a Axios.

As ofertas de emprego publicadas nas últimas semanas lançam luz sobre as aspirações da empresa de construir um «sistema internacional de satisfação do comércio eletrónico», representando um potencial desafio para a gigante do comércio eletrónico Amazon (NASDAQ:AMZN).

«Ao proporcionar armazenagem, entrega e devoluções no apoio ao cliente, a nossa missão é ajudar os vendedores a melhorar a sua capacidade operacional e eficiência, proporcionar aos compradores uma experiência de compra satisfatória e assegurar um crescimento rápido e sustentável da TikTok Shop», diz a empresa.

• Meta anuncia: «New Privacy-Focused Ad Targeting Solutions»

A Apple App Store registou a sua maior queda nas receitas no mês passado, à medida que as instalações e subscrições de jogos estabilizaram após a pandemia. As receitas na App Store caíram 5 % ao ano, representando a queda mais acentuada que a empresa registou.

A capitalização de mercado da Patreon caiu 70 % durante o ano passado, de acordo com a Insider. A Patreon oferece aos criadores uma plataforma para vender subscrições aos fãs e ganhar dinheiro, retirando 5 % a 12 % de margem dessas subscrições.

• O chefe da agência de espionagem do Reino Unido descreveu os esforços da China para aumentar a sua influência global utilizando novas tecnologias, tais como moedas digitais e sistemas de satélite, como uma «enorme ameaça para todos nós», noticiou a Reuters e outros meios de comunicação social. O último aviso de Jeremy Fleming, o diretor da Sede de Comunicações do Governo, vulgarmente conhecido como GCHQ, surge no meio das preocupações crescentes entre os EUA e os seus aliados, sobre a utilização de ferramentas de vigilância e outras tecnologias pela China, não só no país mas também a nível global. No início desta semana, a administração Biden anunciou um novo conjunto de restrições à exportação de semicondutores que visa bloquear o acesso da China à tecnologia avançada de chips.

O Google Watch chegou. O Pixel Watch é um Fitbit concebido para funcionar apenas com telefones Android e, aparentemente, um contra-ataque direto ao wearable da Apple que funciona apenas com iPhones. Há quase uma década, a Fitbit era uma marca amplamente adorada, mas, não muito depois da introdução do Apple Watch em 2015, as vendas da Fitbit diminuíram e as ações em bolsa afundaram-se. Em 2021, a Google adquiriu a empresa por 2,1 mil milhões de dólares. O Pixel Watch, de 350 dólares, inclui o software de monitorização da saúde Fitbit, sendo o primeiro relógio inteligente com a marca Google resultante dessa fusão. Requer um dispositivo Android para executar aplicações e recolher dados.

As empresas de cibersegurança alertaram para o aumento do cibercrime nos jogos desde o início da pandemia e que as vulnerabilidades - tanto para os estúdios de jogos como para os jogadores - estão longe de ser vencidas. As ameaças escondem-se em códigos de fraude, microtransações e mensagens de colegas jogadores. Um relatório da Akamai, publicado em agosto, afirmou que os ataques a aplicações web que exploram vulnerabilidades em programas online, como jogos móveis, aumentaram 167 % entre maio de 2021 e abril de 2022, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Um relatório do mês passado da companhia russa de cibersegurança Kaspersky Lab encontrou um aumento de 13 % nos ataques de software malicioso a jogos no primeiro semestre de 2022, em comparação com o primeiro semestre de 2021. A variedade de ataques e alvos nos jogos é enorme. As empresas de jogos podem perder enormes lotes de dados, e os seus jogos podem ser retirados temporariamente do ar. Os jogadores individuais podem perder o progresso do jogo, dinheiro e dados pessoais sensíveis.

• Entre 25 de outubro e 3 de novembro, sempre às 9h, irei realizar 6 webinars sobre as várias ferramentas de Google Marketing para negócios, num total de cerca de 6 horas de formação gratuita. 

Para participar gratuitamente, é necessário realizar inscrição em fredericocarvalho.pt

Últimos comentários

A carregar o próximo artigo...
Divulgação de riscos: A realização de transações com instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve altos riscos, incluindo o risco de perda de uma parte ou da totalidade do valor do investimento, e pode não ser adequada para todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos tais como eventos financeiros, regulamentares ou políticos. A realização de transações com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir realizar transações com instrumentos financeiros ou criptomoedas, deve informar-se sobre os riscos e custos associados à realização de transações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente os seus objetivos de investimento, nível de experiência e nível de risco aceitável, e procurar aconselhamento profissional quando este é necessário.
A Fusion Media gostaria de recordar os seus utilizadores de que os dados contidos neste website não são necessariamente fornecidos em tempo real ou exatos. Os dados e preços apresentados neste website não são necessariamente fornecidos por quaisquer mercados ou bolsas de valores, mas podem ser fornecidos por formadores de mercados. Como tal, os preços podem não ser exatos e podem ser diferentes dos preços efetivos em determinados mercados, o que significa que os preços são indicativos e inapropriados para a realização de transações nos mercados. A Fusion Media e qualquer fornecedor dos dados contidos neste website não aceitam a imputação de responsabilidade por quaisquer perdas ou danos resultantes das transações realizadas pelos seus utilizadores, ou pela confiança que os seus utilizadores depositam nas informações contidas neste website.
É proibido usar, armazenar, reproduzir, mostrar, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste website sem a autorização prévia e explicitamente concedida por escrito pela Fusion Media e/ou pelo fornecedor de dados. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados pelos fornecedores e/ou pela bolsa de valores responsável pelo fornecimento dos dados contidos neste website.
A Fusion Media pode ser indemnizada pelos anunciantes publicitários apresentados neste website, com base na interação dos seus utilizadores com os anúncios publicitários ou com os anunciantes publicitários.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que há qualquer discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.