Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize a sua experiência na Investing.com. Poupe até 40% Mais detalhes

Portugal dependente do turismo regista pior contracção PIB desde 1936

Indicadores Económicos26.02.2021 12:18
Guardado. Veja Artigos Guardados.
Este artigo já foi guardado em Artigos Guardados
 
© Reuters.

LISBOA, 26 Fev (Reuters) - Portugal registou no ano passado a maior contracção económica desde 1936, com o enfraquecimento da procura interna e externa devido à pandemia de COVID-19, especialmente no turismo.

O Produto Interno Bruto caíu 7,6% em 2020, dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) mostraram esta sexta-feira, quase o dobro da queda de 4,1% em 2012 durante um programa de austeridade ligado a um resgate internacional.

"A procura interna apresentou um contributo negativo significativo para a taxa de variação anual do PIB, principalmente devido à diminuição do consumo privado", disse o INE.

"A contribuição da procura externa líquida foi mais negativa em 2020, reflectindo principalmente a redução sem precedentes das exportações de turismo." O turismo representa 15% do PIB.

O INE reviu em baixa o crescimento nos últimos três meses do ano para 0,2% da sua estimativa rápida de 0,4%. Isso ficou muito abaixo do crescimento de 13,3% registado no terceiro trimestre.

Na sua segunda leitura do PIB para o trimestre, o INE também disse que a economia contraíu 6,1% em relação ao ano anterior, tendo revisto a sua estimativa rápida de uma queda de 5,9%.

O governo projectou uma recuperação de 5,4% neste ano, mas o Ministério das Finanças já alertou que o actual confinamento nacional terá um impacto negativo nos primeiros meses de 2021.

Portugal impôs um recolher obrigatório nocturno e um confinamento parcial de fim-de-semana no início de Novembro e apertou as restrições em meados de Janeiro, com o piorar da pandemia.

Na quinta-feira, prolongou outro confinamento nacional até pelo menos meados de Março, mas o Presidente da Republica disse ao governo para elaborar um plano para suspender gradualmente as regras rígidas. original em inglês: (Reportagem de Patricia Vicente Rua, Traduzido para português por João Manuel Maurício, Gdansk Newsroom; Editado por Patrícia Vicente Rua em Lisboa)

Portugal dependente do turismo regista pior contracção PIB desde 1936
 

Artigos Relacionados

Preços subiram 1,2% em maio
Preços subiram 1,2% em maio Por Investing.com - 31.05.2021

Investing.com - A estimativa rápida divulgada hoje pelo Instituto Nacional de Estatística revelou que o Índice de Preços no Consumidor (IPC) terá subido 1,2% em maio. Este valor...

Adicione um comentário

Diretrizes para Comentários

Encorajamos o uso de comentários como forma de interagir com os nossos usuários, compartilhar a sua perspetiva e fazer perguntas. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado no tema. Apenas coloque conteúdo relativo ao tópico.
  • Seja respeitoso. Até as opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias ou ataques pessoais dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de registro no futuro, a critério Investing.com.

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja eliminar este gráfico?
 
Postar
Também publique em :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua capacidade de comentar está suspensa devido a relatórios negativos por partes utilizadores. O estado será revisto pelos nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
Vitor Airosa
Vitor Airosa 26.02.2021 13:30
Guardado. Veja Artigos Guardados.
Este comentário já foi guardado em Artigos Guardados
O País anda há 22 anos para ser reidustrialização, mas estes governos continuam a adiar aquilo que é de interesse estratégico para o país e, portanto, para todos nós. Urge criar metas de desenvolvimento de produção de bens de consumo transacionáveis, até porque o Turismo para mim, trás outras situações negativas à economia os preços especulativos de terrenos e do Imobiliário, para investidores estrangeiro. O Estado, não cria riqueza, apodera-se da mesma e intromete-se onde não deve, simplificar processos e criar competências e legislação adequada para fomentar o estabelecimento de meios de produção no País e aligeirar essas dinâmicas. O Estado carece desde há muito de reforma e modernização digital da sua administração local. Em conclusão, o Estado tem que olhar para as empresas privadas e para o desenvolvimento conhecimento científico e humano das pessoas, e aqui investir profundamente, os impostos confusos e diversos que existem, continuam a ser um garrote aos cidadãos e à economia.
 
Tem certeza que deseja eliminar este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua capacidade de comentar está suspensa devido a relatórios negativos por partes utilizadores. O estado será revisto pelos nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar Bloqueio

Quer mesmo bloquear %USER_NAME%?

Se o fizer, não poderá consultar as mensagens de %USER_NAME% e vice versa em Investing.com.

Adicionou %USER_NAME% com sucesso à sua Lista de Bloqueios

Uma vez que acabou de desbloquear esta pessoa, deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Registe-se com o Google
ou
Registe-se por email