Poupe 40%
Novo! 💥 Adira a ProPicks e veja a estratégia que superou o S&P 500 em + de 1,183% Poupe 40%

Plano da ChargePoint envolve expansão das redes de recarga de veículos elétricos nos EUA e Europa

Publicado 09.11.2018, 16:26
Atualizado 09.11.2018, 16:30
© Reuters.  Plano da ChargePoint envolve expansão das redes de recarga de veículos elétricos nos EUA e Europa

Por Axel Bugge

LISBOA, 9 Nov (Reuters) - A ChargePoint, que opera uma das maiores redes de estações de recarga para veículos elétricos do mundo, espera dividir um importante plano de expansão igualmente entre a Europa e seu mercado doméstico, os Estados Unidos, disse seu presidente-executivo.

A empresa informou em setembro que pretende atingir 2,5 milhões de pontos de carregamento em todo o mundo até 2025, e o presidente-executivo Pasquale Romano disse à Reuters durante a conferência Web Summit em Lisboa que o aumento deve ser dividido entre a Europa e os Estados Unidos.

A Europa é vista como potencialmente mais rápida na adoção de veículos elétricos do que os Estados Unidos, após o presidente Donald Trump ter abandonado o acordo climático de Paris.

A empresa de 11 anos, que pertence parcialmente às montadoras alemães BMW BMWG.DE e Daimler DAIGn.DE , começou a vender na Europa em março e alcançou cerca de 1.000 pontos, de um total de 60.000, que estão em grande parte nos Estados Unidos.

O crescimento na Europa se beneficiará do embargo progressivo a carros movidos a diesel em partes da Europa a partir de 2020, disse Romano. Como as proibições são feitas gradualmente, os carros a diesel provavelmente serão trocados por veículos elétricos, segundo o executivo.

A Noruega, que já é um grande mercado de carros elétricos e o maior para automóveis Tesla, proibirá todas as vendas de automóveis com motores a combustão a partir de 2025. Grandes cidades alemãs planejam proibir carros a diesel, enquanto Dinamarca e Grã-Bretanha planejam proibir a venda de novos carros movidos a gasolina e diesel nas próximas duas décadas.

A ChargePoint, com sede no Vale do Silício, fornece software e hardware de recarga. A empresa arrecadou 125 milhões de dólares para se expandir na Europa, onde concorrerá com empresas como a francesa Engie ENGIE.PA , a alemã Innogy IGY.DE e a E.ON EONGn.DE , que pretendem criar infraestrutura para veículos elétricos.

A ChargePoint não possui estações de recarga, mas funciona como um Airbnb ou Uber para criar uma rede de locais e agendar reservas nos pontos de carregamento disponíveis.

(Por Axel Bugge)

Últimos comentários

Divulgação de riscos: A realização de transações com instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve altos riscos, incluindo o risco de perda de uma parte ou da totalidade do valor do investimento, e pode não ser adequada para todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos tais como eventos financeiros, regulamentares ou políticos. A realização de transações com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir realizar transações com instrumentos financeiros ou criptomoedas, deve informar-se sobre os riscos e custos associados à realização de transações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente os seus objetivos de investimento, nível de experiência e nível de risco aceitável, e procurar aconselhamento profissional quando este é necessário.
A Fusion Media gostaria de recordar os seus utilizadores de que os dados contidos neste website não são necessariamente fornecidos em tempo real ou exatos. Os dados e preços apresentados neste website não são necessariamente fornecidos por quaisquer mercados ou bolsas de valores, mas podem ser fornecidos por formadores de mercados. Como tal, os preços podem não ser exatos e podem ser diferentes dos preços efetivos em determinados mercados, o que significa que os preços são indicativos e inapropriados para a realização de transações nos mercados. A Fusion Media e qualquer fornecedor dos dados contidos neste website não aceitam a imputação de responsabilidade por quaisquer perdas ou danos resultantes das transações realizadas pelos seus utilizadores, ou pela confiança que os seus utilizadores depositam nas informações contidas neste website.
É proibido usar, armazenar, reproduzir, mostrar, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste website sem a autorização prévia e explicitamente concedida por escrito pela Fusion Media e/ou pelo fornecedor de dados. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados pelos fornecedores e/ou pela bolsa de valores responsável pelo fornecimento dos dados contidos neste website.
A Fusion Media pode ser indemnizada pelos anunciantes publicitários apresentados neste website, com base na interação dos seus utilizadores com os anúncios publicitários ou com os anunciantes publicitários.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que há qualquer discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.